• Críticas
  • Bônus
  • Lista61

#599-Ñande guarani

Textos relacionados

Mais documentários na quarta noite do 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O longa-metragem Ñande Guarani (Nós Guarani), único brasiliense em competição, fala de uma questão importante que merece ter destaque não apenas no cinema, mas principalmente na política: a delicada situação dos índios.


Todo mundo sabe que eles que são os verdadeiros donos da terra e foram expulsos pelos colonizadores brancos. Não é novidade que tiveram seu espaço reduzido e vivem hoje em reservas. Agora ouvir o que os índios têm a dizer é uma coisa bem diferente. O filme aborda os Guarani, uma verdadeira nação que se espalha principalmente no Brasil, no Paraguai e na Argentina (apesar de ter alguns na Bolívia e em outros países). Ñande Guarani (Nós Guarani)
Uma jovem guarani com futuro incertoForam percorridos cerca de oito mil quilômetros para a realização do documentário. Começou em São Paulo, onde visitou duas aldeias e partiu para Santa Catarina, Paraná, Paraguai, Argentina,
Mato Grosso do Sul. E o mais interessante (e triste) é que em todos os lugares o povo guarani passa pelas mesmas dificuldades. Ñande Guarani (Nós Guarani)
Direitos desrespeitados A falta de terra para plantar e a despreocupação dos governos locais em relação à saúde e educação dos índios acontece no Brasil e nos outros países. Diferente dos cara-pálida, os guarani possuem um estilo de vida bem diferente. Pensam de uma outra forma e não visam lucros ou enriquecimento pessoal. Mas eles infelizmente estão perdendo boa parte de suas origens por causa de construções e invasões.Ñande Guarani (Nós Guarani)
…milho!Ñande Guarani (nós guarani, na língua deles) é um bom documentário, que tem a trilha sonora formada por canções típicas das tribos. Serve como um alerta para a causa indígena e faz pensar. O ideal é que as pessoas responsável pela burocracia e papelada assistissem e se comovecem com a triste situação que se encontram os verdadeiros donos do Brasil.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog
Ñande Guarani (Nós Guarani) (Brasil, 2008) Dirigido por: André Luís da Cunha Com: Evandro Tupã Miri, Cacique Wera Yukumbo, Pajé Wera Miri, Cacique Simão Retavilalva, Pajé Tupã Nhangaçu, Leornardo Wera Tupã, Karaí Tataende (Paraguai), Cacique Karai Tataende (Brasil, Jera Poty e os especialistas, Maria Inês Ladeira, Ana Gorosito (Argentina), Pe. Bartomeu Melià (Paraguai), Marilin Hensfield (Paraguai), Dr. Manuel Moreira (Argentina) e Antônio Brand. *

Ana Beatriz

O curta-metragem Ana Beatriz foi baseado em um conto homônimo de Juliano Cazarré (“O magnata”, “A concepção“, “A festa da menina morta“). O autor/ator narra a rotina detalhada de Paulo Roberto, um homem que precisa conhecer Ana Beatriz.Photobucket
A protagonista Ana BeatrizO filme é bonitinho, bem fotogrado e a produção toda está de parabéns. Mas o final é tão água-com-açúcar que quem assiste se pergunta onde está o conflito ou alguma coisa para apimentar a história. Em uma palavra: bonitinho.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

Ana Beatriz (Brasil, 2008) Dirigido por: Clarissa Cardoso Com: Juliano Cazarré, Peti Portela e Sérgio Lacerda

*
Minami em close-up

O segundo documentário da noite tem direção do paulista Thiago Mendonça e aborda o cinema da Boca do Lixo, a partir das matérias e artigos da revista Cinema em Close-up, uma publicação especializada que surgiu nos anos 70 e que falava justamente das produções da Boca do Lixo, uma região de São Paulo de onde sairam diversos filmes dos mais diferenciados gêneros.Photobucket
O editor Minami Keizi é um dos entrevistados
É um filme bem-humorado, que garante risadas melancólicas e deixa um gostinho de saudade. É realmente uma pena que a produção cinematográfica brasileira sofreu com a chegada de tantos filmes estrangeiros. O documentário passa tão depressa que dá vontade de assistir mais um pouco. Bem interessante.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Minami em close-up – A boca em revista (Brasil, 2008) Dirigido por: Thiago MendoçaDaiblogO espaço do Daiblog de olho de hoje não terá nada do Festival de Brasília e sim um recado para quem participou da promoção REC do Daiblog! O resultado já está disponível na parte das promoções! Visite e confira se você foi um dos vencedores.

E a promoção Romance continua em andamento. Ainda dá tempo de participar!

não deixe de ler

Artigo anterior#598-Siri-Ará
Próximo artigo#600-À margem do lixo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

A versatilidade do ator Jake Gyllenhaal

O ator indicado ao Oscar Jake Gyllenhaal se firmou como um dos mais promissores de sua geração. Suas atuações comoventes e variadas conquistaram público...

Selton Mello na frente e atrás das câmeras

Um dos atores mais aclamados de sua geração no Brasil, Selton Mello tem se firmado como um cineasta original, de inquietações pessoais, dono de...

Perfil – Demi Moore

Demi Moore continua sendo uma das atrizes mais requisitadas de Hollywood. Ela atuou recentemente ao lado de Parker Posey, ícone do cinema independente, no...