• Críticas
  • Bônus
  • Lista61

#599-Ñande guarani

Textos relacionados

Mais documentários na quarta noite do 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O longa-metragem Ñande Guarani (Nós Guarani), único brasiliense em competição, fala de uma questão importante que merece ter destaque não apenas no cinema, mas principalmente na política: a delicada situação dos índios.


Todo mundo sabe que eles que são os verdadeiros donos da terra e foram expulsos pelos colonizadores brancos. Não é novidade que tiveram seu espaço reduzido e vivem hoje em reservas. Agora ouvir o que os índios têm a dizer é uma coisa bem diferente. O filme aborda os Guarani, uma verdadeira nação que se espalha principalmente no Brasil, no Paraguai e na Argentina (apesar de ter alguns na Bolívia e em outros países). Ñande Guarani (Nós Guarani)
Uma jovem guarani com futuro incertoForam percorridos cerca de oito mil quilômetros para a realização do documentário. Começou em São Paulo, onde visitou duas aldeias e partiu para Santa Catarina, Paraná, Paraguai, Argentina,
Mato Grosso do Sul. E o mais interessante (e triste) é que em todos os lugares o povo guarani passa pelas mesmas dificuldades. Ñande Guarani (Nós Guarani)
Direitos desrespeitados A falta de terra para plantar e a despreocupação dos governos locais em relação à saúde e educação dos índios acontece no Brasil e nos outros países. Diferente dos cara-pálida, os guarani possuem um estilo de vida bem diferente. Pensam de uma outra forma e não visam lucros ou enriquecimento pessoal. Mas eles infelizmente estão perdendo boa parte de suas origens por causa de construções e invasões.Ñande Guarani (Nós Guarani)
…milho!Ñande Guarani (nós guarani, na língua deles) é um bom documentário, que tem a trilha sonora formada por canções típicas das tribos. Serve como um alerta para a causa indígena e faz pensar. O ideal é que as pessoas responsável pela burocracia e papelada assistissem e se comovecem com a triste situação que se encontram os verdadeiros donos do Brasil.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog
Ñande Guarani (Nós Guarani) (Brasil, 2008) Dirigido por: André Luís da Cunha Com: Evandro Tupã Miri, Cacique Wera Yukumbo, Pajé Wera Miri, Cacique Simão Retavilalva, Pajé Tupã Nhangaçu, Leornardo Wera Tupã, Karaí Tataende (Paraguai), Cacique Karai Tataende (Brasil, Jera Poty e os especialistas, Maria Inês Ladeira, Ana Gorosito (Argentina), Pe. Bartomeu Melià (Paraguai), Marilin Hensfield (Paraguai), Dr. Manuel Moreira (Argentina) e Antônio Brand. *

Ana Beatriz

O curta-metragem Ana Beatriz foi baseado em um conto homônimo de Juliano Cazarré (“O magnata”, “A concepção“, “A festa da menina morta“). O autor/ator narra a rotina detalhada de Paulo Roberto, um homem que precisa conhecer Ana Beatriz.Photobucket
A protagonista Ana BeatrizO filme é bonitinho, bem fotogrado e a produção toda está de parabéns. Mas o final é tão água-com-açúcar que quem assiste se pergunta onde está o conflito ou alguma coisa para apimentar a história. Em uma palavra: bonitinho.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

Ana Beatriz (Brasil, 2008) Dirigido por: Clarissa Cardoso Com: Juliano Cazarré, Peti Portela e Sérgio Lacerda

*
Minami em close-up

O segundo documentário da noite tem direção do paulista Thiago Mendonça e aborda o cinema da Boca do Lixo, a partir das matérias e artigos da revista Cinema em Close-up, uma publicação especializada que surgiu nos anos 70 e que falava justamente das produções da Boca do Lixo, uma região de São Paulo de onde sairam diversos filmes dos mais diferenciados gêneros.Photobucket
O editor Minami Keizi é um dos entrevistados
É um filme bem-humorado, que garante risadas melancólicas e deixa um gostinho de saudade. É realmente uma pena que a produção cinematográfica brasileira sofreu com a chegada de tantos filmes estrangeiros. O documentário passa tão depressa que dá vontade de assistir mais um pouco. Bem interessante.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Minami em close-up – A boca em revista (Brasil, 2008) Dirigido por: Thiago MendoçaDaiblogO espaço do Daiblog de olho de hoje não terá nada do Festival de Brasília e sim um recado para quem participou da promoção REC do Daiblog! O resultado já está disponível na parte das promoções! Visite e confira se você foi um dos vencedores.

E a promoção Romance continua em andamento. Ainda dá tempo de participar!

não deixe de ler

Artigo anterior#598-Siri-Ará
Próximo artigo#600-À margem do lixo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Destaques na carreira da atriz Nicole Kidman

Nicole Kidman chamou a atenção do público americano pela primeira vez em 1989, com seu desempenho aclamado pela crítica no arrebatador thriller psicológico de...

A versatilidade do ator Jake Gyllenhaal

O ator indicado ao Oscar Jake Gyllenhaal se firmou como um dos mais promissores de sua geração. Suas atuações comoventes e variadas conquistaram público...

A carreira da cineasta Gabriela Amaral Almeida

A Sombra do Pai - em competição no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro - é o segundo projeto de longa-metragem de Gabriela Amaral...