• Notícias
  • Festivais
  • Lista61

Festivalzinho no Festival de Paulínia

Textos relacionados

Além das Mostras competitivas, o VI Paulínia Film Festival vai exibir seis filmes infantojuvenis com entrada franca. Um deles é Meu Pé de Laranja Lima, de Marcos Bernstein –  Zezé, uma criança criativa e arteira, que se refugia da incompreensão e da falta de afeto em seu mundo imaginário. Mas sua vida muda ao conhecer um adulto que o entende e que tenta participar desse seu universo especial. Zezé é o quarto de cinco irmãos, de uma família pobre que mora no interior. Sua mãe trabalha para sustentar todos, já que seu pai está desempregado.

A Guerra dos Botões, de Yann Samuell – 1960, numa aldeia no sul da França, um bando de meninos com idades entre 7 a 14 anos liderados pelo audacioso Lebrac, está em guerra com as crianças da aldeia vizinha. Para vencer seus inimigos vale tudo, até aceitar a ajuda de uma garota! Mas não é fácil ser um pequeno exército de homens sem ser pego por mamãe e papai! Ao voltar para casa, após um dia de batalha com as roupas rasgadas e botões a menos, o maior desafio é ser discreto para fugir do castigo…

Amazônia, de Thierry Ragobert – Um macaco prego, criado em cativeiro, é liberado na Floresta Amazônica. Seguindo o ponto de vista do animal, o documentário revela os mistérios da fauna e da flora da região.

O Pequeno Nicolau, de Laurent Tirard – Nicolas é um garoto muito amado pelos pais, que leva uma vida tranquila. Um dia, ele ouve uma conversa entre seus pais que o faz achar que a mãe está grávida. Nicholas entra em desespero e já pensa no pior: ao nascer um irmão, eles deixarão de lhe dar atenção. Desesperado, ele bola diversos planos com seus amigos desastrados para achar uma solução para o seu problema.

Zarafa, de Jean-Christophe Lie, Rémi Bezançon. – Após fugir de um traficante de escravos, o jovem Maki faz amizade com a girafa Zarafa e embarca em uma aventura pela África e Europa em busca de cumprir uma promessa. Quando são levados para a França, precisa se adaptar à nova realidade ao mesmo tempo em que tenta ajudar seus amigos de jornada.

Minhocas – O Filme, de Arthur Nunes, Paolo Conti – Três minhocas – Júnior (11 anos), Linda (12 anos) e Neco (9 anos) – enfrentam o terrível tatu-bola Ninguém, ditador maníaco que, com a ajuda dos vermes da Gangue da Lama, pretende dominar todas as minhocas da terra através do hipnotismo e construir um Império onde os tatus-bola serão os senhores. Durante a aventura, Júnior, antes um garoto mimado e inseguro, descobrirá o valor da amizade, da coragem e da confiança em si mesmo.

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Cinema Especial – Rachel McAdams

Rachel McAdams em breve estará na comédia romântica “Morning Glory”, na qual contracena com Harrison Ford, Patrick Wilson e Diane Keaton sob a direção...

A grande filmografia de Willem Dafoe

Willem Dafoe começou sua carreira com um papel pequeno no faroeste épico de Michael Cimino O Portal do Paraíso (1980), do qual foi demitido!...

Cinema especial – Taylor Lautner

Taylor Lautner interpreta um lobisomem no meio de um triângulo amoroso humana/vampiro/lobisomem intensificado em A Saga Crepúsculo: Lua Nova após se estabelecer no fenômeno...