• Festivais
  • Lista61

BIFF 2016 – Destaques das Mostras Competitivas

Textos relacionados

Os filmes em competição do 5º BIFF – Brasília International Film Festival estão divididos em duas categorias: ficção e documentário. Estão na programação títulos produzidos na Turquia, França, Espanha, Brasil, Colômbia, México, Portugal, Israel, Irã, China, Paraguai, Itália, Polônia, Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Dentre as ficções, há títulos assinados por jovens realizadores já com trajetória sólida e prestigiada no universo do cinema mundial. É o caso do turco Mehmet Can Mertoglu, que com seu primeiro longa-metragem, Album, conquistou sete prêmios em festivais importantes como Cannes, Sarajevo e Jerusalém.
Album

Também na mostra competitiva de ficção, a israelense Michal Vinik traz Barash – O Amor Bate à Sua Porta, que recebeu os prêmios de primeiro lugar em festivais como Haifa e Milão. Ainda o polonês Tomasz Wasilewski com Estados Unidos pelo Amor, que detém, entre outros, o prêmio de melhor roteiro do Festival de Berlim; e o mexicano Marcelino Islas Hernandez, com o filme A Caridade, sua segunda experiência como diretor – a primeira, Martha, conquistou prêmios na Croácia e no México. Marcelino Islas Hernandez estará em Brasília para conversar com o público no sábado, dia 5 de novembro, após a exibição de seu filme, às 19h, no Cine Brasília. Ingressos para os filmes das Mostras Competitivas a R$ 12 e R$ 6 (meia). 


Barash – O Amor Bate à Sua Porta
Dentre os documentários, a escolha do público também não será nada fácil. Estão na competição filmes como Al Purdy Esteve Aqui, sobre a vida e a obra de um dos maiores poetas canadenses do século XX, que marca a estreia em longa-metragem do aclamado crítico e comentarista canadense Brian D. Johnson. Também Exercícios da Memória, recentíssimo filme da paraguaia Paz Encina, que com seu primeiro longa, Hamaca paraguaya, exibido na mostra Um Certain Regard do Festival de Cannes, conquistou nada menos que o Prêmio FIPRESCI, concedido pelos críticos de cinema internacionais, além de prêmios em festivais de Lima, Miami, Rotterdam e São Paulo. E ainda o espanhol Ander Duque, diretor e compositor nascido em Barcelona, que traz o filme Zoe e conversa com a plateia no dia 11 de novembro, após a exibição do documentário, programado para as 19h, no Cine Brasília.

Leia mais sobre o 5º BIFF – Brasília International Film Festival:
BIFF 2016 – Destaques das Mostras Competitivas
BIFF 2016 – Uma maratona cinematográfica

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

O talento do compositor Howard Shore

Howard Shore é considerado um dos mais respeitados e ativos compositores e condutores. Seu trabalho com Peter Jackson na trilogia O Senhor dos Anéis...

Cinema Especial – Kathy Bates

Kathy Bates já foi homenageada inúmeras vezes por seu trabalho em teatro, cinema e televisão. Venceu o Oscar® e o Globo de Ouro pelo...

Perfil – Javier Bardem

Javier Bardem foi o primeiro espanhol a ser indicado ao Oscar de Melhor Ator, uma honra recebida por sua interpretação do poeta e dissidente...