• Críticas
  • Festivais
  • Lista61

Mix Brasil – Crítica: Theo e Hugo honra subgênero underground

Textos relacionados

*Por Leonardo Resende – hashtagcinema@daiblog.com.br 

Em seu título original, o filme Theo e Hugo, filme exibido na 24ª edição do Festival Mix Brasil da Cultura de Diversidade, expressa o significado de maneira mais literal do que a tradução sugeriu. “Théo et Hugo dans le même bateau” ou Théo e Hugo estão no Mesmo Barco é o longa-metragem que expande o acervo de películas LGBTTs em que a temática HIV é intensamente utilizada. Com o potencial cult, o filme de Olivier Ducastel e Jacques Martineau retrata certa realidade crua e ao mesmo tempo positiva do mundo gay.

Théo (Geoffrey Couët) e Hugo (François Nambot) se conhecem em uma festa gay de Paris. A quimíca entre eles é imediata e forte. Porém, ao saírem do local, os rapazes notam que praticaram sexo sem proteção. E o grande problema é que um deles é soropositivo.

O que não falta no cinema gay é a temática HIV. Desde Filadélfia, sempre que possível, a sétima arte retoma o tema. O hit mais recente é Holding the Man, disponível na Netflix. Mesmo que Theo e Hugo aproxime o assunto de modo melodramático, ele consegue se destacar entre dos demais títulos tanto pela sua narrativa isolada quanto pelos adereços técnicos.

Caso John Cameron Mitchell (Reencontrando a Felicidade e Hedwig and the Angry Inch) e Danny Boyle (Trainsportting – Sem Limites e 127 Horas) tivessem realizado uma parceria, com toda certeza, Theo e Hugo seria a consequência.

Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme Theo e Hugo:

Leia mais sobre o 24º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade: 
Mix Brasil – Crítica: Theo e Hugo honra subgênero underground
Ator australiano Murray Bartlett é jurado do 24º Mix Brasil
Mix Brasil – Crítica: Ótima minissérie O Ninho, dos diretores de Beira-mar
Programação nacional e internacional no 24º Mix Brasil

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Cinema especial – Tom Cruise

TOM CRUISE atingiu sucesso extraordinário como ator, produtor e filantropo em uma carreira que se estende por duas décadas. Foi indicado três vezes ao...

Cinema especial – Cameron Diaz

CAMERON DIAZ fez sua estreia no cinema aos 21 anos, cativando os cinéfilos como a femme fatale Tina Carlyle em “O Máscara”. Além de...

Perfil – Javier Bardem

Javier Bardem foi o primeiro espanhol a ser indicado ao Oscar de Melhor Ator, uma honra recebida por sua interpretação do poeta e dissidente...