Crítica: Belos Sonhos é como um eterno luto

Textos relacionados

*Por Michel Toronaga – micheltoronaga@cine61.com.br

Belos Sonhos é o novo trabalho do prestigiado Marco Bellocchio. Com 68 prêmios e 66 indicações, Bellocchio é um dos cineastas italianos mais celebrados da atualidade. No Brasil, seus recentes trabalhos ganharam distribuição nas telonas, como Sangue do Meu SangueA Bela Que Dorme. E retorna agora com outro drama humano que trata de questões familiares.

O recente longa-metragem foi escolhido para abrir a Quinzena dos Realizados no festival de Cannes deste ano. É inspirado no romance autobiográfico do jornalista Massimo Gramellini e conta a história do protagonista em diversos momentos. O início, quando o personagem é criança, mostra um acontecimento marcante que ressoa em praticante toda a trama: a morte repentina da mãe – um fato que o deixou completamente desolado e com dúvidas.

A narrativa intercala momentos da infância, na década de 1960, com a vida adulta de Massimo, nos anos 90. Alguns momentos da vida profissional são bem interessantes, como uma reunião com um empresário bem-sucedido que acaba de uma forma inesperada ou quando Massimo tem que responder uma carta bem sentimental de um leitor do jornal onde trabalha. E a falta da mãe é algo que aparece em flashbacks e em diversos momentos, como um eterno luto.

Belos Sonhos tem um ritmo um pouco lento, uma característica que é acentuada também pela sua longa duração. Talvez se fosse mais enxuto ficaria mais clara a mensagem principal do roteiro, que fala sobre as consequências de certos fatos da infância na vida adulta. Ainda assim, é um bom drama, que conta com atuações de peso de Valerio Mastandrea (A Primeira Coisa Bela) e Emmanuelle Devos (De Tanto Bater Meu Coração Parou).
Cotação do Cine61: Cine61Cine61Cine61

Veja aqui o trailer do filme Belos Sonhos:

Fai Bei Sogni (Itália, França, 2016). Dirigido por Marco Bellocchio. Com Valério Mastrandrea, Bérénice Brejo, Guido Caprino…

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Cine Especial – Jude Law

Jude Law é considerado um dos melhores atores ingleses da atualidade, colecionador de atuações ricas e variadas no cinema e no teatro. Há pouco...

Humor é com ele mesmo: Steve Carell

Steve Carell é atualmente um dos comediantes mais requisitados de Hollywood. Ele conquistou reconhecimento, inicialmente, por conta das participações como um correspondente no programa...

Perfil: o grande cineasta italiano Michelangelo Antonioni

Consagrado diretor italiano, Michelangelo Antonioni nasceu em Ferrada, norte da Itália, em 19 de setembro de 1912. Antes de iniciar sua carreira como cineasta,...