Novidades na 50ª edição do Festival de Brasília

Textos relacionados

Maior vitrine da produção audiovisual brasileira, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro chega à sua 50ª edição em formato ampliado. Agora, o festival contará com dez dias de programação, abraçando dois finais de semana, de 15 a 24 de setembro, no Cine Brasília. Incorporando os acertos e buscando solução para os desafios dos últimos anos, a edição comemorativa dos 50 anos traz novidades com o propósito de ampliar os horizontes do festival, estendendo seu alcance local, nacional e internacional.
Fotos: Junior Aragão
Pela primeira vez, o Festival de Brasília irá conceder, além do aguardado Troféu Candango, um dos mais prestigiados prêmios do cinema brasileiro, o pagamento de R$ 340.000,00 reais em cachês de seleção distribuídos entre todos os filmes selecionados, a exemplo de grandes festivais nacionais e ao redor do mundo. O cachê de seleção para os longas-metragens é de R$ 15.000,00; para Sessão Especial Hour Concour é de R$ 10.000,00; e para curtas-metragens é de R$ 5.000,00. Nas mostras paralelas, os longas receberão cachê de R$ 3.000,00. O público escolherá o melhor filme de longa-metragem para receber o Prêmio Petrobras de Cinema, que consiste em R$ 200 mil em contrato de distribuição. Para votar, o público poderá ter mais comodidade neste ano, baixando o aplicativo do festival. Lá, além de computar os votos do júri popular, será possível ter acesso a um conteúdo exclusivo com roteiros culturais, turísticos e gastronômicos. A programação completa será disponibilizada pelo app.
Os interessados em pleitear o “Candango” de 50 anos do Festival de Brasília terão até 7 de julho de 2017 para se inscrever, submetendo formulário de inscrição devidamente preenchido através do site www.festivaldebrasilia.com.br e fazendo upload de link do filme hospedado em plataforma audiovisual de livre acesso, protegido por senha, além da classificação indicativa. Os nove longas e 12 curtas selecionados serão divulgados em 07 de agosto de 2017. Descentralizada, a mostra competitiva será exibida em Taguatinga, Sobradinho, Gama e no Riacho Fundo I, em parceria com o Instituto Federal de Brasília (IFB). Haverá reprise gratuita no Museu Nacional. Como parte do esforço de democratização do acesso à cultura, o festival contará novamente com o projeto Cinema Voador, que levará sessões com entrada franca à Estrutural, Paranoá, Recanto das Emas e São Sebastião. 

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Cinema Especial – David Fincher

David Fincher estreou como diretor longas-metragens em 1992, com Alien 3. Em 1995, dirigiu Se7en – Os Sete Crimes Capitais, o celebrado drama policial...

Os múltiplos talentos de Anne Hathaway

Anne Hathaway alcançou o estrelato ao contracenar com Meryl Streep no sucesso de 2006, O Diabo Veste Prada. Ela foi vista no papel de...

Perfil: os trabalhos do cineasta Paulo Morelli

O cineasta paulista Paulo Morelli é um dos criadores da produtora Olhar Eletrônico, referência na produção independente no anos 90 e um dos fundadores...