Drama argentino Zama ganha data de estreia

Novo trabalho da consagrada diretora argentina Lucrecia Martel, Zama chegará aos cinemas brasileiros dia 28 de março. Com distribuição da Vitrine Filmes e coprodução de Vania Catani, da Bananeira Filmes, o longa retrata a trajetória de Zama (Daniel Giménez Cacho), um oficial da Coroa Espanhola nascido na América do Sul que aguarda uma carta do Rei autorizando-o a se transferir da cidade em que vive estagnado para um lugar melhor. Para garantir a transferência, Zama se ver forçado a aceitar todas as ordens e tarefas que são passadas por consecutivos governantes ao longo dos anos. Quando percebe que a tal carta não vai chegar, ele decide se unir a um grupo de soldados em busca de um perigoso bandido. 

“O passado no nosso continente é borrão confuso. Nós o fizemos assim para não termos que pensar na propriedade da terra, o espólio sobre o qual o abismo da América Latina foi fundado, embaraçando a gênese da nossa própria identidade. Assim que começamos a olhar para o passado, sentimos vergonha. Zama mergulha fundo no tempo da vida dos homens mortais, esta breve existência que nos foi concedida, ao longo da qual nós deslizamos ansiosos para o amor, esmagando exatamente aquilo que poderia ser amado, adiando o significado da vida como se o dia mais importante fosse um que ainda não chegou, ao invés de ser hoje. E, mesmo assim, o próprio mundo que parece decidido a nos destruir, torna-se a nossa própria salvação: quando perguntados se queremos viver mais, sempre respondemos sim”, explica a diretora.

Lucrécia Martel é um dos maiores nomes do cinema contemporâneo, seus filmes anteriores, A Mulher sem Cabeça e A Menina Santa, tiveram estreia mundial no Festival de Cannes, e O Pântano, no Festival de Berlim. Zama teve estreia mundial no Festival de Veneza e recentemente foi indicado ao Prêmio Sur 2017, uma das principais premiações argentinas, em 11 categorias, entre elas, melhor filme, melhor diretor, melhor ator e melhor direção de arte – com a brasileira Renata Pinheiro. Coproduzido com o Brasil, o filme já passou pelos Festival do Rio 2017, 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e X Janela Internacional de Cinema, no Recife.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui