Conheça o diretor Felipe Sholl

Felipe Sholl é formado em Roteiro pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro e em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Fala Comigo foi selecionado para a Residência da Cinéfondation, do Festival de Cannes, o Laboratório Sesc Rio de Roteiros para Cinema, para o Talent Project Market do Festival de Berlim e para o Laboratório de Projetos do Festival Internacional de Cinema de Buenos Aires. Seu primeiro curta-metragem como diretor, (2007), produzido por Jonathan Nossiter e Karim Aïnouz, foi selecionado para o Festival de Berlim, onde recebeu o Teddy Award de melhor curta. Seu segundo curta-metragem, Gisela (2011), foi exibido no Festival do Rio e no Festival Internacional de Curtas de São Paulo, entre outros. 
Participou como roteirista dos filmes: Hoje (2013), de Tata Amaral, grande vencedor do Festival de Brasília de 2011 (incluindo melhor filme e melhor roteiro); Histórias Que Só Existem Quando Lembradas (2011), de Julia Murat, selecionado para os festivais de Veneza, San Sebastián, Toronto, Rotterdam e Rio, entre outros; Além da Estrada (2010), de Charly Braun, prêmio de Melhor Diretor no Festival do Rio; Os Fins e os Meios (2014), de Murilo Salles, prêmio de melhor roteiro no Festival do Rio 2014; Trinta (2014), de Paulo Machline, baseado na vida de Joãozinho Trinta; Campo Grande (2015), de Sandra Kogut, exibido nos festivais de Toronto e do Rio; e Jonas, de Lô Politi, ganhador do Prêmio Especial do Júri na Mostra Novos Rumos do Festival do Rio 2015.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui