Festival estreia mostra Territórios Audiovisuais Indígenas

Textos relacionados

O 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro lançou este ano a primeira edição da Mostra Territórios Audiovisuais Indígenas. Os filmes serão projetados em um telão instalado no terreiro do Memorial do Povos Indígenas. A mostra ocorre no âmbito do projeto Cultura Vivas e exibe nove produções, até 18 de setembro, com entrada gratuita e sem caráter competitivo. A curadoria dos filmes apresentados é uma parceria do festival com a Ascuri (Associação Cultural de Realizadores Indígenas).
Ava Marangatu
A mostra terá início no sábado, dia 15, às 16h, com uma roda de conversa entre realizadores indigenistas e indígenas. Logo após a roda, às 19h, as projeções começam com o documentário Jerosy puku – O grande canto, de Ademilson Kikito Concianza, realizado em parceria com a Ascuri. A ficção Avaxi para’i: semente, de Vinicius Toro, fecha a programação do primeiro dia de exibições.
Jerosy Puku
“Esse momento mostra uma alternativa à produção cinematográfica brasileira, em contraposição ao modelo hegemônico. É importante para todos que a diversidade do cinema esteja presente no maior festival do Brasil, revelando suas lutas, desejos e particularidades, e também que esse espaço se consolide e abra todos os anos”, destaca o cineasta indígena, Gilmar Galache, que fez a curadoria dos filmes pela Ascuri, associação parceira da Escola de Cinema e Arte de La Paz (Bolívia).
Xamoié Pará
Nesta primeira edição, a Mostra Territórios Audiovisuais Indígenas cria diálogo com o Cine Memorial, projeto já realizado no âmbito do projeto Culturas Vivas, desenvolvido desde o início deste ano pelo Centro de Trabalho Indigenista (CTI) e pela Secretaria de Cultura do Distrito Federal.
Teko Haxy
“Uma mostra com esse tema dentro do Festival de Brasília é uma conquista importante para os Povos Indígenas. Possibilita a aproximação com os modos indígenas de realizar a arte do cinema, e com aspectos importantes de suas histórias de vida e luta”, ressalta a coordenadora do projeto Culturas Vivas, Guta Assirati, do Centro de Trabalho Indigenista.

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Cinema Especial – Drew Barrymore

Drew Barrymore faz sucesso com o público há quase três décadas. Também é bem-sucedida atrás das câmeras, como produtora, com sua própria empresa Flower...

Cinema Especial – Cate Blanchett

Cate Blanchett, que interpretou mais recentemente Irina Spalko no sucesso de Steven Spielberg, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, foi indicada...

A grande filmografia de Willem Dafoe

Willem Dafoe começou sua carreira com um papel pequeno no faroeste épico de Michael Cimino O Portal do Paraíso (1980), do qual foi demitido!...