• Críticas
  • Lista61

Vai Que Cola 2: O Começo é como um episódio da série

Textos relacionados


Vai Que Cola 2: O Começo é a nova comédia do diretor César Rodrigues (Minha Mãe é uma Peça 2). Apostando mais uma vez no sucesso da série do Multishow, a prequela conta a origem da colorida pensão do Morro do Cerol e o início da convivência e confusões entre os personagens. Sem a presença de Paulo Gustavo, o longa se esforça para suprimir a falta do comediante com referências a cultura pop e a carga cômica trazida pela série.

Esteticamente, o longa é de “encher os olhos”. Colorido e com a presença de alguns takes mais ousados – vide a cena inicial das crianças perseguindo uma pipa -, o filme evoca a ambiência divertida típica da sitcom, sem se limitar aos cenários limitados do formato. Quase inexistentes, as poucas cenas com efeitos especiais possuem um aspecto cartunesco intencional, corroborando com a áurea despretensiosa do longa e funcionando (parcialmente) na proposta da trama.

Diferentemente do filme anterior, a coroa do protagonismo é passada para Marcus Majella (Um Tio Quase Perfeito, Tô Ryca!), que assume deliciosamente bem. Carismático, o personagem Ferdinando estrela boa parte dos melhores momentos do longa e não precisa se esforçar para arrancar risadas do público. O resto do elenco compõe de maneira eficiente, mas que, em alguns momentos, acabam enveredando para uma comédia mais caricata e sem sentido, inchando em demasia as personalidade e características de cada um. 

Com Vai que Cola 2: O Começo, você vai gargalhar bastante com cenas besteirol e piadas com conotação sexual, além de trazer referências atuais – a cena remetendo Matrix é sensacional -, e a nostalgia de momentos icônicos do entretenimento brasileiro. Mas a falta de um enredo bem definido pode incomodar e despertar a sensação de que o longa iniciou e finalizou em lugar nenhum, podendo facilmente ser encurtado e transformado em um capítulo qualquer da série.

*Por Ígor Tarcízio – Especial para o Cine61

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Tudo sobre a diretora e atriz Helena Ignez

Helena Ignez estreou como atriz em 1959 sob a direção de Glauber Rocha, no curta metragem Pátio. A partir de então, atuou em um...

Tudo sobre a atriz e produtora Margot Robbie

Margot Robbie é uma talentosa atriz que cativou audiências no mundo todo com incríveis performances ao lado de notáveis nomes no cinema. Continuamente evoluindo...

Cinema especial – Taylor Lautner

Taylor Lautner interpreta um lobisomem no meio de um triângulo amoroso humana/vampiro/lobisomem intensificado em A Saga Crepúsculo: Lua Nova após se estabelecer no fenômeno...