Ator e cineasta Bernardo Barreto finaliza roteiro de longa

Textos relacionados

Com mais de 20 filmes (entre curtas e longas) e participação em novelas e séries da Rede Globo, Bernardo Barreto também conquista espaço como cineasta através da Berny Filmes, sua própria produtora de cinema que opera tanto em Nova York, onde o artista vive atualmente, como no Brasil. A produtora assina curtas-metragens, como a coprodução do documentário Cidade de Deus – 10 Anos Depois, lançado mundialmente no Netflix, e a produção da série Meus Dias de Rock, disponível no Globoplay, que além de produzida, também foi escrita e protagonizada por Bernardo e exibida pelo Canal Brasil (2014).

Em meio a pandemia, o artista Bernardo Barreto mergulhou no roteiro do longa-metragem Free Spirit, muito provavelmente, seu próximo filme a ser produzido que conta a história de uma comunidade itinerante de paz e amor. Quando chegam no Brasil, um incidente com uma menina local, resulta numa destruição irreversível.

Passeando por sentimentos antagônicos, o que faz jus ao momento em os dias de isolamento provoque uma complexidade de emoções, o roteiro questiona até que ponto o amor pode atrair o ódio, e a liberdade pode causar a opressão. “A história fala sobre amor, ódio, liberdade e preconceito. Reflete sobre a destruição ocasionada pela não aceitação”, revela o artista.

O cineasta já se dedicava ao roteiro há 2 anos e conseguiu terminá-lo durante a quarentena. Apesar das dificuldades causadas pelo momento de isolamento e provação do ir e vir, a situação acabou impulsionando a refletir sobre o significado de Liberdade. “Como a história fala sobre amor e liberdade, em confinamento, minha inspiração foi bem mais exigida. Foi um dos meus maiores desafios como escritor, precisei ter muito foco e organização”, conta.

Seu caminho de criação e expressão foi deixar o momento atual influenciar no resultado de forma orgânica. Inspirado pela ironia do destino em que a liberdade da humanidade hoje é comprometida, o cineasta deu ao roteiro o tom de “dramédia”, uma mistura de drama com comédia, gênero híbrido que na união desses dois, resulta num terceiro elemento para balancear o peso de um drama através do sarcasmo.

Praticante de yoga e meditação, Bernardo ressalta a importância de conectar-se consigo mesmo, ouvindo as próprias emoções e sentimentos em vez de silenciá-los ou ignorá-los, a fim de desafiar o equilíbrio mental e desenvolver a sua expressão através da arte. Para se sentir mais próximo de casa, Bernardo deixou sua casa em Nova York para passar a quarentena no Brasil. Em paralelo, outro desafio à distância está sendo na pós-produção do longa Ballad of a Hustler, filme gravado em NY, também escrito por Bernardo Barreto durante 4 anos e dirigido pelo premiado Heitor Dhalia.

não deixe de ler

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Veja também

Perfil: o grande cineasta italiano Michelangelo Antonioni

Consagrado diretor italiano, Michelangelo Antonioni nasceu em Ferrada, norte da Itália, em 19 de setembro de 1912. Antes de iniciar sua carreira como cineasta,...

Cinema especial – Chris Pine

Chris Pine surgiu como um dos jovens atores mais requisitados de Hollywood. Em 2009, ele foi visto no sucesso de bilheteria da Paramount, parte...

Cinema especial – Rosario Dawson

Rosario Dawson recebeu elogios por seus vários papéis de protagonista com os atores e diretores mais importantes da atualidade, tornando-se uma das protagonistas mais...