Mostra Ecofalante de Cinema anuncia filmes selecionados

A Mostra Ecofalante de Cinema, que chega à sua 9ª edição de forma inteiramente online a partir de 12 de agosto, anuncia os filmes selecionados para seus dois programas competitivos: a Competição Latino-Americana e o Concurso Curta Ecofalante.

Totalmente gratuito, o mais importante evento audiovisual sul-americano dedicado às temáticas socioambientais promove programação que contará com a exibição de mais de 90 títulos de diversos países, além de debates que discutirão temas como ativismo, consumo, economia, emergência climática, povos e lugares, tecnologia e trabalho.

A Mostra Ecofalante de Cinema já havia organizado em junho último uma programação virtual de aquecimento celebrando a Semana do Meio Ambiente, com sessões de filmes e debates.

Competição Latino-Americana

Presente na Mostra Ecofalante desde 2014, a Competição Latino-Americana premia os melhores filmes de temática socioambiental da América-Latina. Dos mais de 500 inscritos, foram selecionados 25 filmes, entre longas e curtas-metragens.

Com títulos produzidos na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia e Peru, a Competição reúne nesta edição obras assinadas por diretores consagrados, como os brasileiros Jorge Bodanzky, Lírio Ferreira, Marcelo Gomes, Daniela Thomas, Wolney Oliveira, Estêvão Ciavatta e Petrus Cariry. Os filmes selecionados foram:

Longas

  • A Jangada de Welles (Brasil, 2019, 75’) – Dir. Firo Holanda e Petrus Cariry
  • Acqua Movie (Brasil, 2019, 105’) – Dir. Lírio Ferreira
  • Amazônia Sociedade Anônima (Brasil, 2019, 72’) – Dir. Estêvão Ciavatta
  • Deus (Chile, 2019, 63’) – Dir. Christopher Murray, Josefina Buschmann e Israel Pimentel
  • Estou me guardando para quando o carnaval chegar (Brasil, 2019, 85’) – Dir. Marcelo Gomes
  • Indianara (Brasil, 2019, 92’) – Dir. Aude Chevalier-Beaumel, Marcelo Barbosa
  • Soldados da Borracha (Brasil, 2019, 82’) – Dir. Wolney Oliveira
  • Suspensão (Colômbia, 2019, 73’) – Dir. Simón Uribe

Médias e Curtas

  • C.I.T.A. (Cooperativa Industrial Têxtil Argentina) (Argentina, 2019, 19’) Dir. Lucas Molina, Tadeo Suarez e Marcos Pretti
  • Caranguejo Rei (Brasil, 2019, 23’) – Dir. Enock Carvalho, Matheus Farias
  • Guaxuma (Brasil, 2018, 14’) – Dir. Nara Normande
  • Liberdade (Brasil, 2018, 25’) – Dir. Pedro Nishi, Vinícius Silva
  • Mamapara (Peru/Argentina/Bolívia, 2020, 17’) – Dir. Alberto Flores Vilca
  • Mitos Indígenas em Travessia (Brasil, 2019, 22’) – Dir. Julia Vellutini, Wesley Rodrigues
  • Nova Iorque, mais uma cidade (Brasil/EUA, 2019, 18’) – Dir. André Lopes, Joana Brandão
  • Nove Águas (Brasil, 2019, 25’) – Dir. Gabriel Martins, Quilombo dos Marques
  • O Delegado (Colômbia, 2019, 26’) – Dir. Samuel Moreno Alvarez
  • O Fim da Eternidade (Argentina/Peru, 2019, 10’) – Dir. Pablo Radice
  • O Fogo que Vimos (Argentina, 2019, 12’) – Dir. Pilar Condomí, Candelaria Gutierrez
  • O Levante dos Andes – A Cidade-tampão que se Reinventa Através da Arquitetura
  • (Alemanha/Bolívia, 2019, 14’) – Dir. Bernardo Villagra Meruvia
  • Por Trás da Cortina Verde (Brasil, 2019, 29’) – Dir. Caio Silva Ferraz, Paulo Plá
  • Resplendor (Brasil, 2019, 52’) – Dir. Claudia Nunes, Erico Rassi
  • Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra (Brasil, 2019, 43′) – Dir. Jorge Bodanzky
  • Suquía (Argentina, 2019, 13’) – Dir. Ezequiel Salinas
  • Tuã Ingugu (Brasil, 2019, 11’) – Dir. Daniela Thomas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui